Pai estupra a filha lésbica de 16 anos para mostrar que ‘sexo com homens é muito melhor’

Tempo de leitura: 1 minuto

O pai, de 54 anos, estuprou brutalmente a menina de 16 anos depois que ela confidenciou que estava lutando com sua identidade, Como uma garota de 16 anos, ela percebeu que era lésbica e como muitas pessoas fazem nessa idade, ela decidiu contar para pai. O Pai reagiu mostrando raiva descontrolada e decidiu estuprá-la para mostrar-lhe por que seria melhor fazer sexo com homens do que com mulheres.

Diz ainda que a filha mais velha dele foi assediada desde os 11 anos de idade e estuprada aos 16, quando foi se consultar com o pai sobre sexualidade, pois “estava confusa quanto a sua identidade”.

O juiz Andrew disse ao acusado na audiência que a atitude da filha foi absolutamente normal e a reação do pai inaceitável.

Você reagiu demonstrado raiva incontrolável e decidiu estuprá-la para mostrar por que seria melhor transar com homens, e não com mulheres. O estupro envolveu degradação e humilhação, demonstrando sua hostilidade direcionada a ela por ser lésbica.

O juiz ordenou que o estuprador cumprisse 21 anos de prisão após ser considerado culpado de três estupros durante os anos 80 e 90. Ele também foi condenado a cumprir mais cinco anos de prisão e se registrar como agressor sexual pelo resto de sua vida.

“Esse caso é prova de que todas as sobreviventes de abuso serão ouvidas, independente de quanto tempo faz desde o ocorrido ou de quem foi o agressor. Elas não precisam continuar sofrendo em silêncio”, afirmou a Sociedade Nacional de Prevenção à Crueldade contra Crianças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *